sábado, 9 de junho de 2012

Notícia ou relato fictício

Tenho dificuldade em decifrar, quando algo é real ou ficção. Fico em dúvida e questiono veracidade dos fatos. Casos simples, ganham dimensão enorme parecem escapar da lógica. Um crime com enredo de terror, drástico seco e direto.  Esposa mata marido, um tiro certeiro no sujeito. Após execução, mutila o corpo, corta em pedaços o antigo amor e congela para evitar vazamento de liquido ao transportar. Divide em três malas, desce tranquila pelo elevador e espalha o conteúdo.
Esse caso, só pode ser mentira, delírio, nunca uma pessoa faria uma atitude deste tipo. Matar, trucidar, fora do contexto de guerra, não é algo humano. Temos regras, posturas para resolvermos questões complicadas, traição, basta separar. Algo comum, normal e fácil de ser definido.  
Porém sou ingênuo, limitado até meio bobo e ainda acredito nas pessoas. Me surpreendo e fico atônico, perplexo, quando marasmo e desgaste em relação afetiva vira brutalidade. Argumentos; advogados, psicólogos, podem criar e inventar. Sou jornalista fico com os fatos, ameaça de perda da rotina acaba gerando pesadelos reais. (por Iberê)

Nos adicione no MSN >>>  o-cercadinho@hotmail.com 

Dica: Leiam os textos feitos pelo Marcão, histórias marcantes, contadas com realismo. Descreve os fatos de maneira direta, sem receios ou pudores.

5 comentários:

Aline V. Melo disse...

também fiquei perplexa com esse caso, como pode duas pessoas que se uniram por amor, se separarem por terror né?

Parece ficção mesmo...fora da realidade... horrível!

Passa lá no blog, tem um texto divertido!

http://vidaloucavidaaa.blogspot.com.br/

Beijinhos

O Cercadinho disse...

Aline V. Melo, caso sem noção mesmo querida. Vou dar uma olhada lá no teu blog com certeza.

bjs
(por Iberê)

kassyane lopes :p disse...

Ola, venho lhe fazer um convite...
Gostaria de convida-la a conhecer meu novo blog chamado O QUE VI DA VIDA
Nesse blog irei semanalmente postar assuntos de uma forma global desde moda, saúde ate política. Estou fazendo isso porque o blog coisas boas da vida eu irei excluí-lo, e dele gostaria de levar pessoas especiais assim como você, conto com sua presença
um grande bj kassyane Lopes

http://oquevidavida-kahlopes.blogspot.com.br/

Luzia Medeiros disse...

Fiquei chocada com esse casa. É impressionante como as pessoas um dia juram amor e no outro matam sem dó nem piedade.

Gostei muito da maneira que você expôs o fato.

Beijos. Seguindo.

http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

O Cercadinho disse...

Luzia Medeiros, absurdo mesmo o contraste nas relações afetivas, em momento paixão e em seguida raiva. Obrigado querida pelo comentário.

bjs
(por Iberê)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...