quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Em litígio

Amava, fascinação, delírio, alucinava no contato. Ficava encantado com a qualidade e maneira na qual me mostrava o mundo. Não conseguia me imaginar sozinho, com a ausência. Triste, marasmo, falta ideia, imaginação trancada e ações limitadas.
Convivência por anos, queria voltar, tentar seguir juntos. No momento, estou só e previsível. Perdi a vontade, o devaneio e até sonhos andam confusos. Falta a presença, lamento a perda, afinal fiquei quieto sem poder me expressar de fato.
 Gostava quando andávamos em sintonia e parecíamos um só. Era uma relação agradável, prazerosa e produtiva. Confesso exagerei, forcei, por isso me deixou. Eu tinha devaneios por perfeição, já para ti bastava contar os fatos de forma objetiva. Nem teve brigas, apenas sumiu, quando me julgou como alucinado.
Sofro, lamento, a carência. Peço, imploro, suplico pelo retorno, voltem letrinhas. Sem vocês, não consigo formar frases nem sem nexo e textos inviável. (por Iberê)

Nos adicione no MSN >>>  o-cercadinho@hotmail.com  Dica: Leiam os textos feitos pelo Marcão, histórias marcantes, contadas com realismo. Descreve os fatos de maneira direta, sem receios ou pudores.

6 comentários:

Aline V. Melo disse...

Passei o texto todinho achando que vc tinha sido abandonado por uma mulher e no fim era a inspiração...rs

gostei viu?

=)

Beijos

O Cercadinho disse...

Aline, grato pelo elogio ao texto, obrigado.

bjs
(por Iberê)

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia.
Desculpe por ir invadindo seu blog,mas quando leio coisas que me agradam eu não desgrudo rsssssssss
Adorei o texto,triste ,mas muito bom.
Grande abraço
se cuida

O Cercadinho disse...

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO, O Cercadinho é meu, do Marcão,das queridas e leitores. Temos textos diários aqui, espero te ver mais vezes neste espaço interagindo.

abs

(por Iberê)

Sara disse...

Mario Quintana

"A poesia não é inspiração pura, é trabalho; não é só ficar esperando que o santo baixe, é preciso puxar o santo pelos pés e isso dá trabalho; esse é o trabalho poético...".

Querido, vc não é poeta (ou é ?) mas a dinâmica da criação não varia...corra atrás das letrinhas!!

Bjus...meu lindo

Simey Lopes disse...

voltando hj ao convivio com minha querida internet... rs
durante todo o texto achei que fosse uma mulher, rs, mas inspiração é assim mesmo, as vezes vem do nada, as vezes passa longe... acontece.
que bom ler seus textos de novo, ja falei que amo eles né.. rs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...