segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Gosto amargo de despedida

Precisava dizer tchau, sair de uma relação afetiva, estava insistindo em continuar e manter o envolvimento. Sequência interminável de mensagens carinhosas no celular, emails aos montes, assunto repetitivo, cansativo e chato. Nem atendia, como retorno era inviável, deduzia, basta ausência de contato. Atrapalhava até o descanso das chinchilas (tenho uma criação) estavam agitadas e perturbando as ninhadas. Os coitados dos filhotes tinham insônia e se movimentavam durante a madrugada.
Porém tinha ficado a chave da casa da querida, como devolver sem entrar em atrito? Pensei no dilema, solução complicado, odeio baixaria e confusão. No entanto a necessidade de devolução. Tempo passava e nada dela reduzir o entusiasmo em retomada, chegou um ponto emblemático, cortar o tumulto, impedir chiliques ou enlouquecer. Mandei uma mensagem sutil, precisamos conversar. Mandou resposta para passar lá.
Fui ao encontro, roupas atraiam o olhar, mas minhas mãos precisavam se manter a distância. Empolgada propõe festeja recomeço, porém meu objetivo era apenas devolver as chaves. No instinto abri a geladeira digo: - Ficamos aqui é melhor faço a janta. Para surpresa geladeira vazia ou quase. E agora Iberê? Preciso dar breve explicação antes de continuar, tenho talento com as panelas e habilidade na arte do improviso para cozinhar. Juntei os resíduos e criei o estrogonofe da finaleira, meio peito de frango, creme de leite, requeijão, cebola, tomate, queijo ralado, orégano, sal e pimenta. Quase mágica, a mistura acabou ficando saborosa.
Após a janta ela vê o chaveiro em cima da televisão. Fica irritada tenta uma DR, mas nem deixei começar, só pedi de forma gentil, abre a porta para mim em outro momento conversamos. Fui embora, mandou de sobremesa torpedos agressivos, fiquei feliz, pois tinha percebido o ponto final. (por Iberê)

12 comentários:

Alê disse...

Que ''agridoce'' fim!

Evanir disse...

Agradeço o carinho e cordialidade
que recebi nessa passagem de Ano.
Todas as palavras não
expressa meu carinho e gratidão.
Obrigada por tanta sensibilidade de coração
muito feliz venho agradecer.
Uma linda semana a primeira de 2012.
Beijos carinhos.
Evanir.

O Cercadinho disse...

Alê, estou um pouco confuso, o "agridoce" é positivo ou negativo?

(Por Iberê)

O Cercadinho disse...

Evanir, excelente semana para ti também, na verdade todos os dias felizes, minutos, segundos, cada instante seja um momento de felicidade.

bjs
(por Iberê)

Cíntia disse...

Não me leva a mal Iberê mas vc já escreveu melhor, prefiro os textos do Cebola e Wanderlei. Vai tentando ai que uma hora vc consegue se igualar a eles.
BJÃO Cíntia

Christine Spark disse...

Gostei da forma como você escreve. São textos bem escritos, sensíveis e envolventes. Você fala de sentimentos de uma maneira muito tocante, de uma maneira que nos faz sentir empatia com o que estamos lendo.

O Cercadinho disse...

Cíntia, cada um tem estilo, somos diferentes e essa a magia do Cercadinho. Aqui tem opções de leitura, a intenção é contar da melhor forma possível, mas não somos escritores. Fique no Cercadinho, leia, comente e critique, afinal a interação é superior a qualquer um de nós escrevendo.

Bjs
(por Iberê)

O Cercadinho disse...

Christiane, puxa pegou pesado querida, obrigado esse elogio tocou fundo aqui. Por palavras sinceras e espontâneas de vocês, tento escrever as histórias. Adorei mesmo os mimos, mas tem liberdade total para criticar, quando julgar necessário.

bjs
(por Iberê)

Inaie disse...

Gostei do texto, mas nao gostei da forma com que voce terminou o seu relacionamento.
Ignorando os recados, com meias palavras, deixando as chaves em cima da TV e dizendo que vcs conversam outro dia? Ah Ibere...que feio isso!

O Cercadinho disse...

Christine,
Fica aqui com a gente. Estou te intimando a entrar diariamente e interagir com a gente aqui, ok? Só não vai te animar muito porque somos cinco, viu? rsrsrs. (Wanderlei)

Simey Lopes disse...

Iberâ, ja disse isso mas vou repetir, gostei muito do seu estilo de texto, poderia sugerir um outro desfecho pra esse tão adiado termino, coisa como sinceridade ou conversa franca, mas dentre outras soluções achei a sua respeitavel. rs

O Cercadinho disse...

Simey, já foi fechada essa história, enfim consegui sair desta situação.

bjs
(por Iberê)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...